FANDOM


Água de Pau é uma freguesia açoriana do município da Lagoa, Ilha de São Miguel. com 17,43 km2 de área e cerca de 4.000 habitantes (Censos 2001), o que corresponde a uma densidade populacional de 179,1 hab./km2. Fica situada na costa sul da ilha, a cerca de 17 km de Ponta Delgada e a 7 km da sede de município.

Devido à falta de recursos e de elementos indispensáveis para poder continuar a ter uma administração regular", o município de Água de Pau foi extinto por força do Decreto de 19 de Outubro de 1853 e o seu território incorporado no município da Lagoa. Embora tenha perdido o estatuto de município não lhe fora retirado o título de Vila. Foi elevada a categoria de Vila pelo Decreto Regional 29/2003/A, de 24 de Junho.

Sua História Editar

Foi elevada a freguesia a 28 de Julho de 1500. A 28 de Julho de 1515, por carta régia de D. Manuel I, Água de Pau foi elevada a Vila e sede de município do mesmo nome. Antes, a vila de Água de Pau, integrava o povoado de Ribeira Chã. A primitiva igreja matriz foi destruída pelo forte sismo de 1522, tendo-se iniciado a sua reconstrução em 10 de Novembro de 1525. A fixação dos primeiros habitantes deveu-se à existência de nascentes de água potável, por ser atravessada por uma ribeira - a Ribeira de Água de Pau - que serviu a localidade como fonte de energia e, por último, devido ao fato de as suas terras serem férteis e abrigadas. No Século XVI, a principal cultura era o pastel, "pomares de muita fruta" na zona do Paúl, e na Caloura, predominavam a vinha e as figueiras.

Hoje, grande parte da sua população dedica-se à agricultura e pecuária, sendo também de registar o número daqueles que têm a sua ocupação na construção civil, nos serviços e comércio. O artesanato tem forte implantação na localidade, sendo de realçar os bonequeiros, trabalhos em vime e a tecelagem.

Museus, Monumentos e Jardins Editar

Além da Igreja (Matriz), existe ainda as igrejas de N. Sra. da Ajuda, N. Sra. de Monserrate, São Pedro, N. Sra. do Rosário, São Sebastião, N. Sra. das Dores e N. Sra. da Conceição, a maioria já desaparecidas.

O Convento da Caloura é um convento com uma modesta dimensão e arquitetura, cuja a construção remonta ao Século XVI. Tem uma peculiar localização uma vez que se encontra construído sobre rochedos mesmo junto à beira-mar. Encontra-se classificado como Imóvel de Interesse Público pelo Governo Regional dos Açores. Este convento encontra-se ligado ao ínicio do Culto do Senhor Santo Cristo dos Milagres. Foi as religiosas deste convento que receberam de presente a imagem do Senhor Santo Cristo, oferecida pelo Papa Paulo III. A imagem encontra-se guardada no Convento de N. Sra. da Esperança, na cidade de Ponta Delgada.

Anexo ao convento, existe a Igreja de N. Sra. da Conceição. A sua fachada é ladeada por duas torres sineiras baixas e com apenas um sino cada uma. No frontispício da fachada principal, encontra-se um nicho onde se encontra localizada uma imagem de N. Sra. da Conceição. No seu interior desta construção, feito em estilo barroco está revestido por uma preciosa coleção de azulejos oitocentistas. A capela-mor tem curiosos retábulos onde se encontram igualmente várias e curiosas imagens de anjos.

Pelo Decreto Legislativo Regional 29/2003/A, de 24 de Junho, Água de Pau foi elevada a categoria de “vila”. Embora tenha perdido o estatuto de município não lhe fora retirado o título de vila.

Do ponto de vista cultural, se destaca a criação, da primeira banda de música da localidade "A União", em 1859. A "Fraternidade Rural", banda ainda hoje existente, criada em 1867 com a designação de "Estímulo Artístico".

Hoje, é grande o dinamismo da comunidade pauense na área da cultura, com a atividade das seguintes entidades: o Grupo Jovem Pauense, a Associação Musical "Os Amigos da Paz", o Grupo Musical "Lua Nova", o Grupo "Amantes da Musica", o Grupo de Escuteiros n.º 97 da Vila de Água de Pau e ainda o Grupo "Luar de Agosto".


Saiba Mais Editar

Ligações Externas Editar