Enciclopédia Açores XXI
Advertisement

O Regimento de Guarnição nº 1 é uma unidade militar histórica do Exército Português, sediada no Fortaleza de São João Baptista, Monte Brasil . Teve a sua génese à época da Dinastia Filipina, quando do início da edificação da atual Forte de São João Batista, por volta de 1592, por ordem de Filipe I. Esta grandiosa construção destinada no seu início para a proteção dos Barcos espanhóis, provenientes das Índias Ocidentais (América Espanhola). É a maior construção militar feita por Espanha em todo o mundo. Tem cerca de 400 peças de artilharia, o que para uma ilha com a dimensão da Ilha Terceira, é uma capacidade enorme de defesa.


Trata-se de uma grande construção, com mais de 5 Km de muralhas, que rodeia todo o Monte Brasil, numa tentativa de proteger este de qualquer tentativa de assalto por forças inimigas. É uma construção, essencialmente espanhola, com planta de o Tibúrcio Spanochi e José Vilhena, engenheiro-mor de Espanha. As grandes e altas muralhas controlavam todos os ancoradouros da cidade de Angra, até ao sitio do Fanal, onde os navios portugueses e espanhois ancoravam em portos seguros independentemente dos ventos que se fizessem sentir, para descanso da tripulação, aguada e reparação.


A Ilha Terceira, e nomeadamente a cidade de Angra eram considerada invencível por Espanha, sendo toda a ilha coberta por uma cortina de cerca de 80 fortes numa extensão de 80 km. Esta fortaleza militar é a maior da Europa, tem toda uma área muralhada de cerca de 5 quilómetros muralha, dentro das quais albergava cerca de 1500 homens ao serviço de Filipe I.


Foi aqui nesta fortaleza que foi hasteada pela primeira vez o Estandarte da Monarquia Constitucional da rainha, D. Maria II. É ainda neste fortaleza que se vê o primeiro monumento construído após a Restauração da Independência Nacional. Aqui foi construída a 1º igreja em Portugal depois da restauração (1645). Tem ainda dentro das suas muralhas a casa do governador, um edifício altaneiro com belo trabalho de cantaria.


Neste forte, podem ainda ver-se as prisões do Corpo da Guarda cavadas na própria rocha do monte. Estas prisões, tinham sido entulhadas por ordem do rei D. João IV, «para não tornarem mais a servir de flagelo contra a humanidade», foram no entanto desentulhadas e utilizadas após a revolução de 1828, acolhendo, mais recentemente, aqueles que foram os primeiros presos políticos do Estado Novo.


A divisa " Antes morrer livres que em paz sujeitos " é uma frase extraída de uma carta que o então Governador dos Açores, Ciprião de Figueiredo, endereçou a D. Filipe I em resposta a outra, em que aquele rei procurou obter a rendição da Ilha Terceira. Esta divisa foi, embora mais recentemente, adotada pela Região Autónoma dos Açores.


Lista de Comandantes da Guarnição[]

  • José Abraços, Coronel de Infantaria, 2008
  • Manuel Da Silva, Coronel de Infantaria, 2007 a 2008.
  • Manuel Caroço Prelhaz, Coronel de Infantaria, 2005 a 2007.
  • Joaquim Manuel Carreto Cuba, Coronel de Infantaria, 2003 a 2005.
  • José António da Silva Conceição, Coronel de Infantaria Comando, 2001 a 2003.
  • Vasco Augusto Pinheiro Gonçalves Capaz, Coronel de Infantaria, 1999 a 2001.
  • António José Augusto, Tenente Coronel de Infantaria, 1999 a 1999.
  • João Rodrigo Silva Ramalho Rocha, Coronel de Infantaria, 1997 a 1999.
  • Henrique José P. C. de Azevedo, Coronel, 1996 a 1997.
  • Aprígio Ramalho, Coronel de Infantaria, 1995 a 1996.
  • Helder Fernades Vagos Lourenço, Coronel de Infantaria, 1993 a 1995.
  • Alberto Hugo Rocha Lisboa, Coronel de Infantaria, 1990 a 1992.
  • José Manuel de Ataíde Montez, Coronel de Infantaria, 1988 a 1990.
  • Américo das Dores Moreira, Coronel de Infantaria, 1986 a 1988.
  • Renato Vieira de Sousa, Coronel de Infantaria, 1984 a 1986.
  • Eurico Queiroz de Sousa Azevedo, Coronel de Infantaria, 1983 a 1984.
  • João de Castro Marques de Pereira, Coronel de Infantaria, 1981 a 1983.
  • Pedro Pereira Rosário Santos, Coronel de Infantaria, 1978 a 1981.
  • Alfredo Henriques Peixoto, Coronel de Infantaria, 1977 a 1978.
  • Alveno Soares Paula de Carvalho, Tenente Coronel de Infantaria, 1975 a 1977.
  • Alcino de Jesus Raiano, Major de Infantaria, 1974 a 1975.
  • Manuel José Morgado, Tenente Coronel de Infantaria, 1973 a 1974.
  • José Carlos Rodrigues Coelho, Tenente Coronel de Infantaria, 1971 a 1972.
  • Orlando da Silva Andrade, Tenente Coronel de Infantaria, 1969 a 1969.
  • Francisco Manuel Brandão Loureiro, Tenente Coronel, 1968 a 1969.
  • Orlando J. C. Marques Pinto, Tenente-Coronel de Infantaria, 1967 a 1968.
  • Mario Miguel Martins Macedo, Tenente-Coronel de Infantaria, 1967 a 1967.
  • Renato Nunes Xavier, Tenente-Coronel de Infantaria, 1966 a 1967.
  • Fernando Manuel Garrido Borges, Tenente-Coronel de Infantaria, 1963 a 1967.
  • Manuel Maria de Castelo Branco Vieira, Tenente-Coronel de Infantaria, 1962 a 1963.
  • José Frederico Porto de Assa Castelo Branco, Tenente-Coronel de Infantaria, 1960 a 1962.
  • José Manuel Celestino Soares da Costa Ferreira, Major de Infantaria, 1958 a 1959.
  • Joaquim de Sousa Xavier, Major/Tenente-Coronel, 1957 a 1958.
  • Adelmiro Costa Nunes Correia, Tenente-Coronel de Infantaria, 1956 a 1957.
  • João Miguel da Rocha Abreu, Tenente-Coronel de Infantaria, 1954 a 1956.
  • Frederico Augusto de Silva Júnior, Tenente-Coronel de Infantaria, 1951 a 1954.
  • Miguel Cristóvão de Araújo, Major de Infantaria, 1946 a 1951.
  • Vitorino Rodrigues Corvo, Tenente-Coronel de Infantaria, 1946 a 1946.
  • Francisco Maria da Costa Andrade, Tenente-Coronel de Infantaria, 1945 a 1946.
  • Antero Figueiredo Alves, Major de Infantaria, 1943 a 1944.
  • José Maria Coelho da Mota, Major de Infantaria, 1942 a 1943.
  • António Silveira de Bettencourt, Tenente-Coronel de Infantaria, 1941 a 1941.
  • Aníbal Gonçalves Paul, Tenente-Coronel de Infantaria, 1940 a 1941.
  • João Alpoim Borges do Canto, Tenente-Coronel de Infantaria, 1939 a 1940.
  • Albano Augusto Dias, Major de Infantaria, 1938 a 1938.
  • Eduardo Gomes da Silva, Coronel de Infantaria, 1931 a 1934.
  • Manuel de Mesquita, Major, 1931 a 1931.
  • António Silveira Lopes, Coronel de Infantaria, 1925 a 1931.
  • Henrique Gomes da Silva Júnior, Coronel de Infantaria, 1925 a 1931.
  • Pedro Paula Pinheiro Machado, Coronel de Infantaria, 1920 a 1920.
  • Veríssimo José de Andrade, Coronel de Infantaria, 1917 a 1920.
  • António Francisco Martins, Coronel, 1914 a 1917.
  • Valeriano José da Silva, Coronel de Infantaria, 1911 a 1913.
  • Estácio Garcia Utra, Coronel, 1910 a 1910.
  • Elias José Coelho, Coronel, 1906 a 1906.
  • José Belchior Pinto Garcês, General de Brigada, 1903 a 1903.
  • Joaquim Pereira Pimenta de Castro, General de Brigada, 1901 a 1901.
  • Julio César Ferreira Quaresma, General de Brigada, 1900 a 1900.
  • Pedro Coutinho da Silveira Ramos, General de Brigada, 1897 a 1897.
  • António Eugênio de Ribeiro de Almeida, General de Brigada, 1897 a 1897.
  • Frederico A. de A. Pinheiro, General de Brigada, 1897 a 1897.
  • Elesbão F. Bettencourt Lapa V. de Vila Nova de Ourém, General de Brigada, 1896 a 1896.
  • Luis Cabral Gordilho de Oliveira Miranda, General de Brigada, 1895 a 1895.
  • Manuel Joaquim da Silva Mata, General de Brigada, 1895 a 1895.
  • José António Malaquias de Almeida e Sá, General de Brigada, 1893 a 1893.
  • José da Silva Lage, General de Brigada, 1889 a 1889.
  • António José Botelho da Cunha, General de Brigada, 1887 a 1887.
  • Francisco António de Sequeira, Coronel de Infantaria, 1886 a 1886.
  • Domingos António Gomes, Coronel de Infantaria, 1884 a 1884.
  • João António Martins, Coronel de Infantaria, 1881 a 1881.
  • Casimiro Barreto dos Santos, Coronel de Infantaria, 1879 a 1879.
  • Jerónimo José Correia de Carvalho, Coronel de Infantaria, 1876 a 1876.
  • José Domingos de Oliveira, Coronel de Artilharia, 1875 a 1876.
  • Francisco Paula da Luz Lobo, Coronel de Artilharia, 1870 a 1875.
  • Roque Francisco Furtado, Coronel de Artilharia, 1864 a 1864.
  • Duarte José Fava, Brigadeiro Graduado, 1859 a 1859.
  • João Firmino de Lemos Corte Real, Brigadeiro Graduado, 1851 a 1851.
  • António Homem da Costa Noronha, Tenente-Coronel de Artilharia, 1846 a 1851.
  • Joaquim Severino de Cerqueira, Coronel, 1836 a 1836.
  • José Feleciano Farinha, Tenente-Coronel, 1835 a 1836.
  • Ricardo José Botelho, Tenente-Coronel, 1832 a 1833
  • Joaquim Pereira Marinho, Tenente-Coronel de Artilharia, 1832 a 1832.
  • José António da Silva Torres, Coronel da Cavalaria, 1829 a 1829.
  • Teófilo Rogério Machado de Andrade , Capitão de Fragata, 1828 a 1828.
  • Caetano Paulo Xavier, Coronel de Artilharia, 1811 a 1811.
  • António Freire de Andrade, Coronel, 1766 a 1774.
  • Martin Afonso de Melo, Fidalgo, 1682 a 1687.
  • António Nunes Preto, Fidalgo, 1675 a 1682.
  • António Coelho de Castro, Tenente-General, 1674 a 1675.
  • Sebastião Correia de Lorveda, Mestre de Campo, 1666 a 1672.
  • António do Canto e Castro, Sargento Mor, 1655 a 1656.
  • Sebastião Cardoso Machado, Tenente, 1654 a 1655.
  • Francisco Luís de Vasconcelos, Mestre de Campo, 1646 a 1654.
  • Miguel Pereira Borralho, Mestre de Campo, 1645 a 1646.
  • João Bettencourt de Vasconcelos, Capitão, 1642 a 1642.
  • António Saldanha, General, 1642 a 1642.
  • Manuel de Sousa Pacheco, Mestre de Campo, 1642 a 1642.
  • D. Álvaro de Viveiros, Mestre de Campo, 1627 a 1642.
  • D. Diego Fajordo, Mestre de Campo, 1627 a 1639.
  • D. Inigo Hurtado de Cercuera y Mendonça, Mestre de Campo, 1625 a 1627.
  • D. Pedro Estevam de Ávila, Mestre de Campo, 1622 a 1625.
  • D. Alonzo Zimbrom, Tenente, 1621 a 1622.
  • D. João de Leão, Mestre de Campo, 1618 a 1621.
  • Afonso Verdejo, Sargento Mor, 1615 a 1618.
  • D. João Pestana, Capitão, 1614 a 1615.
  • D. Gonçalves Mechia, Mestre de Campo, 1614 a 1615.
  • D. Pedro Sarmiento, Capitão, 1609 a 1614.
  • Francisco de la Rua, Capitão, 1607 a 1609.
  • Pedro de Heridia, Capitão, 1601 a 1607.
  • D.Diego de Miranda Queiroz, Mestre de Campo, 1600 a 1601.
  • D. António Sentono, Mestre de Campo, 1594 a 1600.
  • D. António de la Paebla, Mestre de Campo, 1592 a 1594.
  • Diogo Soares Y Salazar, Capitão, 1591 a 1592.
  • João d´Horbina, Mestre de Campo, 1583 a 1591.


Ligações Externas[]