FANDOM


Condes da Ribeira Grande foi o título usado pela família Gonçalves da Câmara entre 1662 e a extinção dos títulos nobiliárquicos, tendo sido concedido em substituição do título de Condes de Vila Franca, caído em desgraça após a condenação por sodomia do seu 3.º titular em 1652.


Não se pode esquecer que a grande figura desta casa é João Gonçalves Zarco.


O título foi criado pelo rei D. Afonso VI de Portugal, na pessoa de D. Manuel Luís Baltazar da Câmara, 9.º capitão do donatário na ilha de São Miguel, Açores, filho primogénito do 3.º conde de Vila Franca, após a morte deste, por carta régia de 15 de Setembro de 1662. O título foi concedido a título hereditário, para o próprio e seus descendentes.


Foram os seguintes os condes da Ribeira Grande até à implantação da República:

  1. D. Manuel Luís Baltazar da Câmara, 1.º conde da Ribeira Grande (1630 - 1675);
  1. D. José Rodrigo da Câmara, 2.º conde da Ribeira Grande (1665 - 1724);
  1. D. Luís Manuel da Câmara, 3.º conde da Ribeira Grande (1685 - 1723);
  1. D. José da Câmara Teles, 4.º conde da Ribeira Grande (1712 - 1757);
  1. D. Guido Augusto da Câmara e Ataíde, 5.º conde da Ribeira Grande (1718 - 1770);
  1. D. Luís António José Maria da Câmara, 6.º conde da Ribeira Grande (1754 - 1802);
  1. D. José Maria Gonçalves Zarco da Câmara, 7.º conde da Ribeira Grande (1784 - 1820);
  1. D. Francisco de Sales Gonçalves Zarco da Câmara, 8.º conde da Ribeira Grande (1819 - 1872), criado 1.º marquês da Ribeira Grande por D. Pedro V, em Decreto de 5 de Setembro de 1855;
  1. D. José Maria Gonçalves Zarco da Câmara, 9.º conde da Ribeira Grande (1843 - 1907);
  1. D. Vicente de Paula Gonçalves Zarco da Câmara, 10.º conde da Ribeira Grande (1875 - 1946).


Atualmente, o pretendente ao título é D. José Cabral Gonçalves Zarco da Câmara.