FANDOM


A Base Aérea 4 (BA4) está instalada junto à Vila das Lajes, município da Praia da Vitória, no nordeste da Ilha Terceira. Com cerca de 10 Km2, ocupa a parte central da planura do Ramo Grande e parte da encosta da Serra de Santiago, com extensa pista de aterragem e áreas de estacionamento. É uma infraestrutura aeronáutica de grandes dimensões da Força Aérea Portuguesa (FAP) e sede do comando da Zona Aérea dos Açores (ZAA). Tem em anexo o cais norte do porto da Praia da Vitória (área militar), ao qual está ligada por uma estrada militar. Tem instalações de telecomunicações e de armazenamento de combustíveis dispersas pela ilha, em grande parte desativadas. Atualmente, são usadas as seguintes aeronaves: três CASA C-212-100 Aviocar, um EADS C-295M e um helicópetro EH-101 Merlin. Poderá vir a dispor um destacamento de F-16/MLU e centro de operações de um P-3C CUP+.

Responsável pela vasta área do Atlântico, águas territoriais de Portugal, existe um Centro Coordenador de Busca e Salvamento ao qual estão atribuídos os meios aéreos existentes. A base tem tido uma importância estratégica para as Forças Aérea dos EUA (USAF) ao servir de ponto de apoio no Atlântico norte às aeronaves que têm vindo a participar em operações militares e humanitárias (EUA/OTAN/ONU) na Europa de Leste, Médio Oriente e África.

Sua História Editar

Após o fim da II Guerra Mundial, além da missão de vigilância e fiscalização do espaço aéreo e marítimo (em parceria com os meios navais da Marinha na região), a FAP nos Açores tem executado missões de busca e salvamento marítimo, evacuação de doentes urgentes e reconhecimento meteorológico. Em caso de catástrofe natural, presta apoio ao Serviço Regional de Proteção Civil (SRPCBA).

A base foi criada em 1941, por ocasião da II Guerra Mundial. Na altura, o nordeste do Atlântico era palco de guerra submarina. Pairava a ameaça de eventual ocupação dos Açores pelos Aliados com o fim de estabelecer bases militares. Isso violava a aparente neutralidade de Portugal. Para dissuadir uma ocupação, o Governo de Portugal enviou contingentes militares para o arquipélago.

Em 1943, o Governo Britânico solicitou ao Governo Português, ao abrigo do Tratado de Aliança Luso-Britânico, a instalação de uma Base Aérea, pela Real Força Aérea Britânica (Royal Air Force) o que foi concedido. Com o fim da II Guerra Mundial, deu-se a retirada da Força Aérea Britânica, a base começou a ser utilizada pela Força Aérea dos EUA que ainda lá se mantém instalada. Em 1945, a sua pista é aberta a aviação civil.

Saiba Mais Editar

Ligações Externas Editar